NoticiasLX

Notícias da GRANDE LISBOA

Em Odivelas PAN apresenta moção sobre Programa de Deteção de Violência Doméstica nos centros de saúde

Odivelas, 21 de janeiro de 2019 – O Grupo Municipal do PAN – Pessoas-Animais-Natureza – irá apresentar uma moção sobre a implementação de um programa de deteção de violência doméstica nos centros de saúde do concelho na próxima Assembleia Municipal de Odivelas de dia 24 de janeiro de 2019.

O deputado do PAN na Assembleia de Odivelas, Nelson Silva, afirma que “a violência doméstica é ainda uma realidade assustadora no nosso país.” De acordo com os dados publicados no Observatório de Mulheres Assassinadas – UMAR – morreram 21 mulheres de violência doméstica no ano 2017. O mesmo número de mortes registado de Janeiro a Setembro de 2018, faltando ainda dados do último trimestre do ano 2018.

Uma em cada quatro mulheres já foram vítimas de algum tipo de violência desde que fizeram 15 anos. No entanto, quase uma em cada cinco não contou a ninguém, nem a familiares próximos. Os homens também são vítimas deste tipo de violência, no entanto, com medo e vergonha acabam muitas vezes por não pedir ajuda. “Estes homens receiam ser desacreditados e humilhados por terceiros (familiares, amigos e até mesmo instituições policiais e judiciárias) se decidirem denunciar o seu agressor”. (1)

“Face a este isolamento da vítima, urge aumentar os meios para uma maior proximidade e estabelecer um grau de confiança para que a mesma denuncie e não seja sujeita a qualquer tipo de violência novamente.”, assegura o deputado.

Projetos como o que já está a ser implementado na USF Travessa da Saúde no concelho vizinho de Loures, são de extrema importância para a deteção por parte das instituições públicas de situações de violência doméstica. O projecto tem como objetivo conjugar três elementos muito importantes no centro de saúde: O(a) médico(a), o(a) enfermeiro(a) e o(a) assistente técnico administrativo(a) através da devida formação sobre os indícios de violência doméstica nos utentes. Através do estudo de como detectar este tipo de situações, esta equipa cria as ferramentas de seguimento e controlo destas situações, ajudando no empoderamento e recuperação das vítimas submetidas a violência doméstica.
O projeto piloto aumentou o diagnóstico de situações de violência doméstica, de 9 casos em 2017 para 35 casos (30 do sexo feminino e 5 do masculino) só no primeiro semestre de 2018, assim como a referenciação e outras boas práticas.

Face a estes dados o PAN acredita que que o alargamento deste projeto a todos os centros de saúde do concelho de Odivelas é uma necessidade urgente. Também pretende estendê-lo a âmbitos como as escolas e assistentes sociais, “pois grande parte das vítimas são de facto, menores”, segundo palavras do próprio deputado.
O PAN tem a confiança que a Assembleia Municipal de Odivelas aprovará, tal como aconteceu na semana passada em Loures, esta moção tão relevante para a proteção e o futuro de todos os Odivelenses.
21 de janeiro de 2019
Pessoas – Animais – Natureza
(GM PAN)
(1) Estatísticas APAV – Homens vítimas de violência doméstica 2013-2015


Os conteúdos publicados são da exclusiva responsabilidade dos seus Autores. As opiniões expressas em cada artigo vinculam apenas os respectivos autores e não traduzem necessariamente a opinião dos demais autores da “NoticiasLX” nem do Diretor ou do seu proprietário. A citação, transcrição ou reprodução dos conteúdos da “NoticiasLX” estão sujeitas ao Código de Direito de Autor e Direitos Conexos. É proibida a reprodução ou compilação de conteúdos para qualquer fim, sem a expressa e prévia autorização da “NoticiasLX” e dos respectivos Autores.