NoticiasLX

Notícias da GRANDE LISBOA

Inaugurada meia promessa com 14 anos

Foram precisos 14 anos para se inaugurar um novo edifício que sirva a assistência pública para a saúde de proximidade. Naturalmente, é sempre positivo assistirmos à realização de compromissos antigos que precisaram de 14 anos para serem cumpridos. Esta semana começou com a inauguração de um edifício novo que se destina ao funcionamento de duas Unidades de Saúde Familiar de Odivelas. Ainda assim, era determinante que os políticos tivessem honestidade intelectual para afirmarem que esta obra não chega, já é curta para o número de utentes.

Mais curta fica quando assistimos à reforma do funcionamento do Serviço Nacional de Saúde de proximidade que advém da transformação das UCSP (Unidades de Cuidados de saúde Personalizados), também popularmente designados por Centros de Saúde, em USF (Unidade de Saúde Familiar).

É que as USF são organizadas de forma multidisciplinar e cumprem escrupulosamente um rácio do número de médicos, enfermeiros e auxiliares por número de utentes, enquanto numa UCSP isso não sucede.

Ora esta obra – importante, sem dúvida – acaba por fragilizar o funcionamento da UCSP de Odivelas que foi literalmente recambiada das recentes instalações da Ramada para as velhinhas e exíguas instalações do CATUS, precisamente do lado oposto das instalações agora inauguradas, na Avenida Professor Doutor Augusto Abreu Lopes. Ali terão de ser atendidos mais de 35.000 utentes, a maioria sem médico de família há anos

Ao contrário do que a imagem tirada esta tarde faz acreditar, não foi o Centro de saúde que foi inaugurado, mas antes as instalações para as USF Mosteiro que funcionava num prédio do bairro Olaio, e a USF Cruzeiro que se encontrava no edifício do antigo CATUS.

Faltou coragem aos autarcas em fazer com que o Primeiro-Ministro e a Ministra da Saúde atravessassem a rua para ver um atendimento angustiante e a balbúrdia de um dia de trabalho no agora ‘Centro de Saúde de Odivelas’.

Assim, esta inauguração, com a presença dos dois governantes, António Costa e Marta Temido, foi realmente uma acção demagoga e uma espécie de aperitivo para mais um dia de pré-campanha eleitoral.


Os conteúdos publicados são da exclusiva responsabilidade dos seus Autores. As opiniões expressas em cada artigo vinculam apenas os respectivos autores e não traduzem necessariamente a opinião dos demais autores da “NoticiasLX” nem do Diretor ou do seu proprietário. A citação, transcrição ou reprodução dos conteúdos da “NoticiasLX” estão sujeitas ao Código de Direito de Autor e Direitos Conexos. É proibida a reprodução ou compilação de conteúdos para qualquer fim, sem a expressa e prévia autorização da “NoticiasLX” e dos respectivos Autores.

Autor

Jose Maria Pignatelli - jmpignateli@gmail.com
Jose Maria Pignatelli - jmpignateli@gmail.com