NoticiasLX

Notícias da GRANDE LISBOA

Interrupção da linha amarela no Campo Grande – A Luta dos Cidadãos e a “Surdez” do PS – Odivelas

A cada Assembleia Municipal de Odivelas (AMO), multiplicam-se os casos e as irregularidades que nos permitem duvidar da cultura democrática de alguns agentes que se passeiam na sua mediocridade sob a capa de uma maioria absoluta. Afirmam-se de um poder absoluto acima de tudo e de todos e na verdade o bem estar e a salvaguarda dos interesses daqueles cidadãos anónimos que os elegeram e da imensa maioria que eles não representam não é quase sempre a sua prioridade.

Aconteceram na sessão da AMO de 11 de Abril p.p. vários casos só possíveis porque temos uma Oposição fraca, passiva mesmo e que não faz o mínimo que lhe seria exígivel – FAZER OPOSIÇÃO.
Os atropelos constantes à Democracia e a falta de decência e respeito pelas elementares leis deste País, que a maioria absoluta desconhece e não cumpre, levaram a que numa sessão que se prolongou pela madrugada nem sequer se tenha chamado o plenário a decidir pela continuidade dos trabalhos pelas 24 horas… e não contentes vieram a encerrar a sessão quando haviam Deputados Municipais com tempo para falar e que foram impedidos de o fazer. Onde está essa Oposição que ía questionar até às últimas consequências o regimento irregular?

Vale tudo invocando um regimento de inspiração e paternidade assumida por Miguel Cabrita, Secretário de Estado de um Governo Central que, na linha dos seus antecessores, raramente marca presença na presidência dos trabalhos, promovendo a primeira secretária a Presidente em Exercício a qual, não tem nem de longe nem de perto um décimo da experiência e jogo de cintura que seriam de exigir a quem deveria ser o primeiro garante da defesa dos deputados e do bom andamento dos trabalhos. Verdade seja dita que não vemos na mesa da AMO alguém que, na ausência do progenitor do regimento, que asfixia a Assembleia e os direitos de expressão dos deputados, tenha perfil superior à atual Presidente em Exercício.

Como dissemos antes, Miguel Cabrita tem o seu lugar marcado e a cadeira na estrutura local do PS reservada não vão os ventos de Outubro cortar-lhe algumas ambições. Por Odivelas o Poder Absoluto vai rolando até 2021…
Embora o conjunto dos vídeos desta memorável Assembleia somem várias horas não resisto, logo que possível, a publicá-los porque temo que muita gente séria não acredite em alguns relatos do que aconteceu e, porque fomos o único OCS que ficou até ao fim. Fica-nos esta obrigação de sermos únicos e nessa qualidade termos de consequentemente promover a publicação de toda a Sessão.

Chegamos enfim ao que desde já queremos realçar:
– Um documento apresentado por Paulo Bernardo e Sousa em nome de um grupo de Cidadãos que tem lutado contra o fim da Linha Amarela
– Um documento apresentado por todos os partidos da Oposição representados na Assembleia Municipal de Odivelas e que veio a ser chumbado pelo PS com a sua maioria absoluta.

Apresentamos abaixo estes documentos mas gostaríamos desde já de fazer os seguintes comentários:
É lamentável que o Presidente Hugo Martins continue a persistir em querer negar tudo o que tem sido o discurso oficial do Sr. Ministro do Ambiente.
Aos menos atentos lembraria a nossa reportagem, aquando da visita do Sr. Ministro do Ambiente a Odivelas e que podem encontrar aqui – https://noticiaslx.pt/2019/02/23/o-metro-a-pertinencia-no-futuro-e-o-que-interessa-aos-cidadaos-de-odivelas-e-apenas-nos-publicamos/
sugerindo que ouçam o Sr. Ministro quando ele diz esta frase “Ao longo do dia vamos ver, depois da obra estar concluída daqui a 3 anos, a pertinência de continuarem a existir essas ligações diretas (falava da ligação direta da linha amarela ao entrar na linha circular)“.
Eu percebo que o Português não é a língua materna de muita gente que pulula pelos corredores e vãos de escada do poder mas, É Óbvio que esta frase diz tudo. Têm de querer ouvir e, sobretudo, compreender o que o Sr. Ministro está a dizer.

Sobre a proposta de deliberação chumbada pela maioria absoluta do PS e que pretendia “Repudiar a decisão de alteração da rede do metropolitano de Lisboa contemplada no Plano de Expansão do Metropolitano de Lisboa, e que prevê a implementação da linha circular e a interrupção da linha amarela no Campo Grande, obrigando a transbordo no acesso ao centro da cidade
e Exigir que a Câmara Municipal de Odivelas encetasse de imediato negociações com o Governo por forma à reversão desta medida” teve o final esperado e não é seguramente do PS – Odivelas que os Cidadãos deste Concelho podem esperar qualquer apoio na luta pela manutenção da Linha Amarela.

Infelizmente, vivemos sob o poder de uma oligarquia e indefesos com uma Oposição Fraca e Passiva que muito promete e não é nada consequente para gáudio do PS – Odivelas.

Clique aqui para Consultar Documento Contra o Fim da Linha Amarela

 

Assembleia Municipal de Odivelas

Reunião Extraordinária de 11 de Abril de 2019

Proposta de Deliberação

Considerando que:

1. A maioria da população de Odivelas utiliza o metropolitano de Lisboa nos seus

movimentos pendulares, acedendo assim de forma mais rápida e cómoda e directa

ao centro de Lisboa;

2. A implementação da linha circular foi planeada à revelia dos autarcas do município

de Odivelas;

3. A população de Odivelas tem-se manifestado contra esta alteração da Rede do

Metropolitano através de petições dirigidas à AR bem como abaixo-assinados

A Assembleia Municipal de Odivelas reunida em 11 de Abril de 2019 delibera:

a) Repudiar a decisão de alteração da rede do metropolitano de Lisboa contemplada

no Plano de Expansão do Metropolitano de Lisboa, e que prevê a implementação

da linha circular e a interrupção da linha amarela no Campo Grande, obrigando a

transbordo no acesso ao centro da cidade; e

b) Exigir que a Câmara Municipal de Odivelas encete de imediato negociações com o

Governo por forma à reversão desta medida.


António Tavares | noticias@NoticiasLX.pt
Editorial



Os conteúdos publicados são da exclusiva responsabilidade dos seus Autores. As opiniões expressas em cada artigo vinculam apenas os respectivos autores e não traduzem necessariamente a opinião dos demais autores da “NoticiasLX” nem do Diretor ou do seu proprietário. A citação, transcrição ou reprodução dos conteúdos da “NoticiasLX” estão sujeitas ao Código de Direito de Autor e Direitos Conexos. É proibida a reprodução ou compilação de conteúdos para qualquer fim, sem a expressa e prévia autorização da “NoticiasLX” e dos respectivos Autores.