PSD de Camarate, Unhos e Apelação, repudia venda de voto por benefícios pessoais!

Comunicado do PSD Camarate, Unhos e Apelação:

É com consternação e um sentimento de repúdio que hoje, dia 25 de Abril de 2019, símbolo da Liberdade no nosso país, trazemos ao de cima um comunicado sobre uma situação que nos deverá envergonhar a todos enquanto povo, enquanto cidadãos e enquanto agentes de democracia e liberdade.

No passado dia 4 de Abril de 2019 ocorreu uma Assembleia Extraordinária da nossa União de Freguesias onde, entre outros assuntos, iriam ser debatidos o Orçamento e Grandes Opções do Plano para 2019 – pela segunda vez, após reprovação na primeira vez, por maioria – e dois protocolos, sendo um deles com a AMRT – IPSS – Associação para a Mudança e Representação Transcultural, da qual a eleita do PSD, Sandra Delgado, é Presidente da Direcção.

Ao ser contactada na semana anterior a esta assembleia, a eleita Sandra Delgado informa que irá votar a favor do Orçamento, isto numa fase onde a bancada ainda não havia reunido para debater os documentos e, por isso, não havia tomado decisões.

Confrontados com esta tomada de posição unilateral da eleita, agendamos uma reunião para perceber o que estava em causa, onde nos foram apresentadas as diversas dificuldades financeiras e de gestão da associação e um entendimento de apoio financeiro e logístico por parte da Junta de Freguesia em troca do voto favorável no Orçamento 2019 que levaria à sua aprovação. Estaria em causa um protocolo de cedência de instalações à associação onde não pagariam nem renda nem contas de água e luz, atribuição de apoio financeiro e apoio em obras, como nos foi dito nesta reunião.

Não compactuando com benefícios em detrimento do bem da população, neste ponto de clivagem entre as partes, o PSD pediu a renúncia do mandato da eleita Sandra Delgado, que se negou à mesma, mantendo a sua postura de troca de favores para com a Junta de Freguesia.

No passado dia 23 de Abril de 2019, em nova sessão de Assembleia de Freguesia, esta situação veio a concretizar-se, com a eleita Sandra Delgado a não participar da discussão com a bancada e a votar de forma unilateral os documentos.

O PSD Camarate, Unhos e Apelação e o PSD Loures repudiam veemente esta situação, repudiando todos os comportamentos de compra e venda de votos em troca de favores e beneficio pessoal, em detrimento do bem colectivo da população que nos elegeu!

Não compactuamos com o aproveitamento deste executivo da Junta de Freguesia para com as necessidades financeiras de uma associação, tentando, com isso, comprar um voto, trocando benefícios com a associação, vendendo a sua consciência democrática.

Não compactuamos com esta forma de actuação da Junta de Freguesia que apenas apoia as associações com base no seu apoio ou agrado e não de forma igual, reforçando a sua falta de transparência e actividade pouco ética.

Não compactuamos com pessoas que se vendem em troca de benefícios pessoais que não são o benefício do bem comum, da população que nos elegeu e que se dispõe a vender o seu pensamento democrático.

Não conte este executivo com o PSD neste tipo de jogos políticos que apenas envergonham a democracia, a classe política, a nossa população e o país, ainda por cima, junto a uma época histórica para o nosso povo, que representa a Liberdade e a Democracia, como o 25 de Abril.

PSD Camarate, Unhos e Apelação


Os conteúdos publicados são da exclusiva responsabilidade dos seus Autores. As opiniões expressas em cada artigo vinculam apenas os respectivos autores e não traduzem necessariamente a opinião dos demais autores da “NoticiasLX” nem do Diretor ou do seu proprietário. A citação, transcrição ou reprodução dos conteúdos da “NoticiasLX” estão sujeitas ao Código de Direito de Autor e Direitos Conexos. É proibida a reprodução ou compilação de conteúdos para qualquer fim, sem a expressa e prévia autorização da “NoticiasLX” e dos respectivos Autores.