Odivelas – Os Insólitos de Um Barril de Pólvora Seca

Os Insólitos de João Pela na Assembleia Municipal de Odivelas compilados num ensaio fariam as delicias de qualquer critico primário da coisa pública e dos seus representantes. Não fora o aproveitamento de alguns que, sabendo da retirada da confiança política do CDS – Odivelas no dito eleito, insistem em referir-se ao sujeito como eleito do CDS e o assunto em si não mereceria sequer estas poucas linhas. Na verdade, estamos em presença de um barril de pólvora seca, um individuo que não representa ninguém para além dele próprio e que, apenas encontra eco nos trabalhos da Assembleia Municipal de Odivelas onde ganha as suas senhas…

De facto, alguns deputados, pretendem ao referir-se ao dito individuo como do CDS, atacar politicamente o dito partido e sobretudo o trabalho que tem sido feito pelo CDS em Odivelas. Pasme-se que ao oportunismo de alguns deputados municipais se juntam aprendizes de feiticeiro que, não sendo jornalistas, se insinuam nos meios de comunicação porque, em Odivelas, qualquer um pode ser jornalista mesmo que não tenha carteira da CCPJ.

É bom que fique claro que o aproveitamento de um barril de pólvora seca deixa mal quem o usa mas, porventura, permite-nos conhecer melhor as pessoas.

Na verdade, e voltando ao dito João Pela, a sua presença na Assembleia Municipal só é possível em consequência de umas eleições concelhias de 2016 impugnadas em que, pasme-se, um elemento de uma lista foi impedido de votar, entre outras irregularidades. Dos então “vencedores” não se conheceu qualquer trabalho político em Odivelas e João Pela é o resultado mais visível desse conjunto de pessoas que apenas quis impedir que outros fossem alternativa. Desde 20 de Julho de 2018, que João Pela, por decisão unânime da Comissão Política do CDS – Odivelas, presidida por João Pedro Galhofo, não tem a confiança política do seu partido e desta decisão todos têm conhecimento – políticos e aprendizes de feiticeiro.

Da impugnação das eleições concelhias de 2016 no CDS-Odivelas, nunca foi conhecida qualquer decisão do CDS nacional.

Sendo público que já ando por estas bandas há muitas luas e sendo um admirador de pessoas com coluna vertebral, não podia deixar de considerar de baixa política de alguns o aproveitamento contínuo deste barril de pólvora seca que é o dito senhor.

Abaixo, mais um insólito de João Pela e a resposta do Presidente do CDS-Odivelas, João Pedro Galhofo.


João Pela Diz Que Não Aceita Que Houve Fascismo


Mensagem de João Pedro Galhofo, Presidente do CDS-Odivelas aos Não-Democratas


António Tavares | noticias@NoticiasLX.pt
Editorial


Os conteúdos publicados são da exclusiva responsabilidade dos seus Autores. As opiniões expressas em cada artigo vinculam apenas os respectivos autores e não traduzem necessariamente a opinião dos demais autores da “NoticiasLX” nem do Diretor ou do seu proprietário. A citação, transcrição ou reprodução dos conteúdos da “NoticiasLX” estão sujeitas ao Código de Direito de Autor e Direitos Conexos. É proibida a reprodução ou compilação de conteúdos para qualquer fim, sem a expressa e prévia autorização da “NoticiasLX” e dos respectivos Autores.