Bloco quer esclarecimentos da Câmara de Loures sobre recurso a privados nos SIMAR (Odivelas – Loures)

Bloco quer esclarecimentos da Câmara de Loures sobre recurso a privados nos SIMAR


Em requerimento entregue na Assembleia Municipal, bloquistas querem ainda saber quais as medidas tomadas pela autarquia para fazer face à degradação das condições de trabalho dos funcionários e do parque de viaturas. Empresas externas contratadas pelos SIMAR recorrem a precários sem qualificações.

O Bloco de Esquerda quer esclarecimentos da Câmara Municipal de Loures quanto à situação interna e ao futuro dos SIMAR – Serviços Intermunicipalizados de Águas e Resíduos – de Loures e Odivelas, nomeadamente em relação à contratação de empresas privadas externas com trabalhadores precários e sem formação adequada, e à contínua degradação das condições de trabalho dos funcionários daquela entidade e do respetivo parque de viaturas.

Para tal, os bloquistas entregaram um requerimento na Assembleia Municipal de Loures, que surge na sequência de uma interpelação da vice-presidente do STAL – Sindicato Nacional dos Trabalhadores da Administração Local (CGTP) –, Fátima Amaral, que é também deputada municipal em Loures pela CDU, ao presidente da autarquia, Bernardino Soares, na reunião de Câmara do passado dia 17 de julho.

O requerimento, remetido ontem, exige saber há quanto tempo se mantém este clima de instabilidade e insatisfação dos trabalhadores dos SIMAR e porque a administração daquela entidade optou pela externalização de circuitos de recolha, em vez da contratação de pessoal.

O Bloco de Esquerda Loures quer ainda saber quais foram os critérios que estiveram na base dessa entrega de circuitos de recolha a empresas privadas e de que forma a autarquia liderada pela CDU pretende garantir que as empresas privadas a quem externaliza funções que deveriam ser internas dos SIMAR cumprem com todos os requisitos legais.

Para Fabian Figueiredo, dirigente nacional e coordenador da concelhia de Loures do Bloco de Esquerda, “esta situação é deveras preocupante e revela uma enorme desorientação na gestão e organização de uma entidade tão importante para o concelho de Loures como os SIMAR”.

Não podemos aceitar que sempre que a administração dos SIMAR não seja capaz de estruturar um serviço, recorra a empresas externas privadas, ainda por cima com trabalhadores precários e sem qualificações para desempenhar as respetivas funções”, aponta Fabian Figueiredo.

Os bloquistas pretendem igualmente saber se existem planos para a entrega de mais circuitos de recolha a empresas privadas e se o futuro dos SIMAR passa pela desativação do serviço público e consequente privatização, como sugeriu, aliás, a vice-presidente do STAL e deputada municipal da CDU, Fátima Amaral, na última reunião de Câmara.

link para a interpelação da representante do STAL, Fátima Amaral: Vídeo


Os conteúdos publicados são da exclusiva responsabilidade dos seus Autores. As opiniões expressas em cada artigo vinculam apenas os respectivos autores e não traduzem necessariamente a opinião dos demais autores da “NoticiasLX” nem do Diretor ou do seu proprietário. A citação, transcrição ou reprodução dos conteúdos da “NoticiasLX” estão sujeitas ao Código de Direito de Autor e Direitos Conexos. É proibida a reprodução ou compilação de conteúdos para qualquer fim, sem a expressa e prévia autorização da “NoticiasLX” e dos respectivos Autores.