CARTA ABERTA – RECOLHA DE RESÍDUOS NA FREGUESIA DE MOSCAVIDE E PORTELA

CARTA ABERTA – RECOLHA DE RESÍDUOS NA FREGUESIA DE MOSCAVIDE E PORTELA (Concelho de Loures)

Exmo. Sr. Presidente da Câmara Municipal de Loures

Exmo. Sr. Presidente do Conselho de Administração dos SIMAR Loures e Odivelas

É com sentido de responsabilidade, mas com profundo pesar e consternação, que somos obrigados a enviar esta carta aberta a V. Exas., e cujo assunto é, infelizmente, um tema recorrente na nossa freguesia – a recolha de lixo.

Apesar de reconhecermos a complexidade deste tema, não podemos deixar passar mais tempo sem soltar um “grito de revolta” que dá forma e voz aos milhares de cidadãos residentes nesta freguesia e que todos os dias se confrontam com a incapacidade dos SIMAR e por conseguinte do seu acionista maioritário – Câmara Municipal de Loures – em encontrar a solução para um problema que já ultrapassou a simples má gestão para se tornar numa ameaça à saúde pública.

Sim,

É de saúde pública que falamos quando as recolhas de resíduos não são realizadas atempadamente levando a que os contentores permaneçam dias seguidos a transbordar levando ao aumento de pragas de roedores.

É de saúde pública que falamos quando os lixos acumulados ao longo de dias acabam por se espalhar por toda a área circundante deixando um cheiro nauseabundo.

É de saúde pública que falamos quando os carros de recolha não possuem uma capacidade de retenção dos materiais lixiviados, traduzindo-se em fugas por todo o espaço público.

É de saúde pública que falamos quando os lixos diferenciados se confundem no mesmo espaço com os indiferenciados aumentando o risco de doenças ou acidentes para os cidadãos que se deslocam naqueles locais.

É de saúde pública que falamos quando a recolha de resíduos é insuficiente, negligente ou simplesmente inexistente.

Somos um país moderno, europeu e os nossos cidadãos são chamados a pagar serviços como a recolha de resíduos, sendo que os valores praticados não se podem considerar como baixos.

A exigência de mais e acima de tudo melhores serviços em matéria de recolha de lixos não surge assim de uma motivação estéril, mas sim da mais elementar justiça para com quem paga por um serviço.

É inadmissível que continuemos a assistir a este espetáculo de má prestação de um serviço absolutamente essencial para o espaço urbano e para a vivência em comunidade.

Estamos cansados de tentar compreender e queremos voltar a acreditar que a recolha de lixo não é um evento que acontece quando há possibilidades, antes é uma obrigação dos SIMAR que por ele se cobram nas faturas mensais.

Estamos fartos de remédios que mais não são de que meras desculpas sem conteúdo prático e que não resolvem os problemas de fundo. A rutura total na prestação de um serviço essencial.

As pessoas de Moscavide e Portela merecem uma satisfação por parte de quem gere esta área, mas acima de tudo exigem a melhoria dos serviços e conhecer em rigor quais são os planos de uma empresa que sendo pública e prestando um serviço público essencial, é também um pouco nossa.

Queremos mais e melhor serviço, mas queremos também saber o que se está a fazer para alterar esta situação.

Queremos mais e melhores serviços, mas agora também queremos perceber as razões pelas quais perante tantas reclamações e as evidentes deficiências do sistema, não há uma estratégia para a sua solução ou sequer um plano que resolva no imediato um problema grave de saúde pública.

Merecemos essas respostas concretas, mas acima de tudo merecemos um melhor serviço, mais respeito e que o nosso espaço público não seja invadido pelo resultado da ineficiência ou da incompetência.

Merecemos isso. Exigimos isso!

Melhores cumprimentos

O Presidente da Junta de Freguesia de Moscavide e Portela

Ricardo Lima


Os conteúdos publicados são da exclusiva responsabilidade dos seus Autores. As opiniões expressas em cada artigo vinculam apenas os respectivos autores e não traduzem necessariamente a opinião dos demais autores da “NoticiasLX” nem do Diretor ou do seu proprietário. A citação, transcrição ou reprodução dos conteúdos da “NoticiasLX” estão sujeitas ao Código de Direito de Autor e Direitos Conexos. É proibida a reprodução ou compilação de conteúdos para qualquer fim, sem a expressa e prévia autorização da “NoticiasLX” e dos respectivos Autores.