Moção de Estratégia Global “Agenda 2024” – 28º Congresso do CDS-PP

Nota de imprensa – Congresso do CDS-PP e a reforma do Estado. “O CDS-PP deve estar na vanguarda da discussão sobre uma profunda reforma do Estado” é o que defendem os subscritores da Moção de Estratégia Global
“Agenda 2024” que irá ser discutida no 28º Congresso do CDS-PP, a decorrer  em Aveiro, nos dias 25 e 26 de janeiro.
Para isso, propõem a criação de um novo órgão do partido: um Conselho Económico e Social interno, constituído por militantes e simpatizantes qualificados com a missão de elaborar propostas que deverão ser discutidas com os militantes.
Sublinham que o CDS-PP deve despoletar e liderar a discussão sobre uma reforma global do Estado para o tornar mais moderno, mais competitivo, mais justo e mais solidário.
A Moção de Estratégia Global “Agenda 2024”, cujo primeiro subscritor é Alves Pardal (conselheiro nacional), defende ainda uma profunda reestruturação do Partido, aproximando-o mais das bases, e um reforço da sua vocação autárquica.
Lisboa, 24 de Janeiro de 2020

Pela Moção de Estratégia Global “Agenda 2024”
Alves Pardal (conselheiro nacional)
Nuno Gusmão (conselheiro nacional, vice-presidente da Distrital de Lisboa, presidente concelhia de Oeiras e autarca)
João Pedro Galhofo (conselheiro nacional e presidente da concelhia de Odivelas)
Rui Tabarra e Castro (conselheiro nacional)
João Freire de Andrade (membro da comissão política concelhia de Lisboa e autarca)
João Machado (dirigente distrital)
Mário de Sousa (dirigente distrital e concelhio)
A Moção de Estratégia Global “Agenda 2024” pode ser consultada aqui: https://cds.pt/congresso/assets/mo%c3%a7%c3%a3o-de-estrat%c3%a9gica-global-agenda-2024.pdf

Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial
RSS
Facebook
Twitter
YouTube