FALTA DE INFORMAÇÃO AOS MUNÍCIPES POR PARTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE ODIVELAS A PROPÓSITO DO COVID-19

O Partido Aliança na sua génese fundacional, apesar de ainda não ter representação parlamentar ou autárquica, não faz oposição populista com vista a obter votos fáceis junto do eleitorado. Não é, nem nunca será, esse o nosso ADN.

Contudo, isso não nos impede de verificar que a Câmara Municipal de Odivelas (CMO) na gestão desta crise pandémica está com pouca visibilidade pública, aparenta grande inércia e está muito reativa e não proativa como a atual situação exige.

Estranha-se muito esta pouca visibilidade pública atendendo a que antes da crise pandémica a CMO nos seus sites era bastante prolixa no marketing político a propósito de tudo e de nada.

A inércia é evidente na falta de um plano integrado de combate ao COVID-19 onde se prevejam para as várias fases da pandemia os apoios para: os centros de saúde, os bombeiros, os grupos de risco, as pessoas com dificuldades em pagar as suas contas mensais (rendas, água e luz), as pessoas com COVID-19 e suas famílias, os sem-abrigo, as instituições de resposta social de ajuda alimentar e as forças de segurança, bem como a distribuição de alimentos, a informação e linhas de apoio aos munícipes e também um plano para a revitalização da economia local composta quase em 100% por micro e pequenas empresas.

A reatividade fica bem patente quando as ações de combate ao COVID-19 que a CMO está a encetar são quase exclusivamente as que foram recomendadas pela Direção Geral da Saúde. Pelo menos que a CMO tente que essas recomendações sejam plenamente cumpridas, já seria menos mau.

Sabemos que a responsabilidade maior pela resolução dos assuntos acima descritos é do Governo, mas outros Municípios de Norte a Sul do País estão a encontrar soluções bem criativas e complementares de ajuda às suas populações e instituições o que naturalmente também se espera da CMO em cuja zona geográfica habitam 160.000 pessoas.

Também se compreende que o custo das rendas pagas mensalmente ao Ministério da Defesa relativas ao Convento de Odivelas deve estar a pesar na estrutura de custos da CMO, mas certamente será a altura de suspender esse pagamento e canalizar essas verbas para o combate ao COVID-19 no Concelho de Odivelas.

Um tema em particular, a par de outros que oportunamente referiremos, diz respeito à Estrutura Residencial para Pessoas Idosas, vulgo casas de repouso ou lares.

No Concelho de Odivelas entre a rede solidária e a rede lucrativa devemos ter cerca de 40 casas de repouso e de lares, com predominância na União das Freguesias da Ramada e Caneças, com capacidade total no Município para cerca de 1200 utentes.

A questão que se justifica é a de saber quais os planos de contingência da CMO para evitar o surto de COVID-19 nos lares e casas de saúde, bem como quais os planos de contingência caso se verifiquem surtos significativos. Há técnicos da CMO em contacto com a Estrutura Residencial para Pessoas Idosas do Concelho? A Estrutura Residencial local tem planos de contingência adaptados à situação pandémica atual? Que alternativas tem a CMO em caso de surto agravado?

Na ausência de informação pública da CMO é legítimo que quem se interessa pelo nosso Concelho se questione sobre assuntos que a todos nos preocupam nesta fase difícil da nossa vida. Questionar não é sinónimo de chicana política, antes demonstra interesse em que a gestão desta crise corra pelo melhor a bem de todos nós.

Espera-se que a CMO nos próximos dias ponha novamente a sua máquina de marketing político em funcionamento com informações fidedignas das ações em curso e programadas de forma a tranquilizar as populações que serve.

Odivelas, 27 de março de 2020.

A DIREÇÃO POLÍTICA MUNICIPAL DE ODIVELAS DO PARTIDO ALIANÇA


Os conteúdos publicados são da exclusiva responsabilidade dos seus Autores. As opiniões expressas em cada artigo vinculam apenas os respectivos autores e não traduzem necessariamente a opinião dos demais autores da “NoticiasLX” nem do Diretor ou do seu proprietário. A citação, transcrição ou reprodução dos conteúdos da “NoticiasLX” estão sujeitas ao Código de Direito de Autor e Direitos Conexos. É proibida a reprodução ou compilação de conteúdos para qualquer fim, sem a expressa e prévia autorização da “NoticiasLX” e dos respectivos Autores.