CDS Odivelas critica a sonegação de informação dos dados de COVID-19 no Concelho e a inércia da CM Odivelas face à situação

Nota à Imprensa do CDS-Odivelas aos Órgãos de Comunicação Social Locais
 COMUNICADO
A Comissão Política Concelhia de Odivelas do CDS-PP constatou no passado dia 5 de Abril que a Direção- Geral de Saúde proibiu os Delegados de Saúde dos 308 Municípios de divulgar o boletim diário da situação epidemiológica de COVID-19 em cada Concelho. Como é do conhecimento público, os boletins epidemiológicos diários da DGS tem apresentado reiteradamente falhas de rigor e de credibilidade estatísticas, denotando divergências face aos resultados do número de casos apurados pelas autoridades de saúde locais. Esta decisão que consideramos que enorme gravidade dado que sonega a informação real dos dados da evolução da pandemia em todos os Concelhos, estes comprovadamente mais atualizados e realistas do que os da própria DGS, veda o acesso aos dados às Autarquias Locais e às Autoridades da Protecção Civil, os quais estão como sabemos na primeira linha deste combate.
Em virtude desta decisão, o CDS Odivelas passou a emitir diariamente um Mapa da evolução epidemiológica de COVID-19 relativo a todo o Disitrito de Lisboa, com base nos dados oficiais diariamente disponibilizados pela DGS- os quais sabemos serem díspares dos dados epidemiológicos apurados pela CM Odivelas– pelo que consideramos imprescindível que o Executivo Municipal de Odivelas venha aclarar a sua posição pública face à implementação desta “Lei da Rolha” que pretende centralizar toda a informação epidemiológica na DGS, não permitindo a comunicação dos dados epidemiológicos através da distribuição de casos confirmasos por freguesia, por faixa etária dos doentes infectados, por número de casos suspeitos, por contactos em vigilância e por número de mortes- tal como o CDS Odivelsa havia proposto à CM Odivelas no passado dia 4 de Abril.
Nesta altura exigente em que o próprio Estado não responde ou responde tardiamente à necessidade urgente de realização testes sorológicos para a despistagem de COVID-19, os odivelenses exigem saber se o Executivo Municipal da sua Câmara compactuará com esta falta de transparência, falta de correspondência à verdade factual e sonegação de informação por parte do Governo, ou se pelo contrário, como fizeram outros Municípios do Distrito de Lisboa- tais como Cascais, Oeiras, Mafra, Torres Vedras e Vila Franca de Xira– agirá no superior interesse dos odivelenses revelando os dados epidemiológicos nos locais de estilo através da emissão do boletim epidemiológico diário de acordo com os dados apurados pelo Delegado de Saúde de Odivelas, informando e consciencializando os odivelenses sobre o ponto da situação epidemiológica no nosso Concelho, o qual que soma já 142 casos confirmados à data de hoje (segundo os dados oficiais disponibilizados pela própria DGS).
 
Neste sentido, o CDS Odivelas enviou no dia de hoje uma Missiva ao Sr. Presidente da CM Odivelas, Hugo Martins, colocando-lhe Cinco Questões que consideramos oportunas sobre a divulgação dos dados epidemiológicos no Concelho de Odivelas e sobre a utilização recomendada de máscaras não cirúrgicas em espaços públicos fechados:
1) A Câmara Municipal de Odivelas confirma os 142 casos confirmados de COVID-19 no dia de hoje (15.04.2020) divulgados pela DGS? Se não confirma, qual é o número de casos apurado pelo Delegado de Saúde de Odivelas à data de hoje?
2) A Câmara Municipal de Odivelas confirma terem já existido mortes de COVID-19 no Concelho de Odivelas? Se confirma, qual é o número de mortes e em que freguesias?
3) A Câmara Municipal de Odivelas passará de imediato a divulgar um boletim diário da situação epidemiológica de COVID-19 no Concelho, tal como fazem há semanas as Câmaras Municipais de Cascais, Mafra, Oeiras, Torres Vedras ou Vila Franca de Xira, ou recusa fazê-lo? E se o recusa, qual a justificação técnica para tal recusa de informação?
4) Caso a Câmara Municipal de Odivelas pretenda passar a informar os dados epidemiológicos através de um boletim diário no site oficial da Câmara Muncipal fá-lo-á através da informação por distribuição por freguesia, por faixa etária, por número de casos suspeitos, por contactos em vigilância e por número de mortes? Caso entenda assim não o fazer então de que forma passara a informar os referidos dados epidemiológicos?
5) A Câmara Municipal de Odivelas já adquiriu EPI’s- Equipamentos de Protecção Individual, designadamente Máscaras não cirúrgicas cujo uso é agora recomendado pela própria DGS em locais públicos fechados, para distribuição imediata às IPSS’s, Lares/ Centros de Dia, Corporações de Bombeiros, Forças de Segurança do Concelho? Se ainda não o fez, quando pretende aquirir esses EPI’s e em que quantidades para o Concelho?
O CDS Odivelas fica assim, naturalmente, a aguardar resposta às questões supra suscitadas, tal como ao requerimento com o pedido de informações sobre o ponto da situação da Pandemia de COVID-19 no Município de Odivelas com base no Relatório de situação epidemiológica n.º23 datado de 25 de Março de 2020, ao qual o Sr. Presidente da Câmara Municipal de Odivelas ainda não deu resposta até ao momento presente.
Com os meus cumprimentos

João Pedro Galhofo
Presidente do CDS Odivelas

Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial
RSS
Facebook
Twitter
YouTube