Câmara Municipal de Loures aprova moção de exoneração da administração da E.M. ‘Loures Parque’

Na sua reunião de 9 de setembro, de 2020, a Câmara Municipal de Loures aprovou uma moção apresentada pelo PS, com os votos a favor do PS e do PSD e o voto contra da CDU, para que seja convocada uma Assembleia Geral da empresa municipal para exoneração do Conselho de Administração.

No texto da moção intitulada “REPÚDIO E EXONERAÇÃO PELA NOTA INFORMATIVA DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DA LOURES PARQUE EM” salientamos:

Repudiar a iniciativa do Conselho de Administração da Loures Parque, pelo seu desrespeito pelas decisões dos órgãos municipais com legitimidade democrática para a discussão, debate e pronúncia sobre as opções estratégicas das empresas municipais, usando dinheiros públicos para fins políticos, através da distribuição de folhetos nas caixas do correio da população;

– Que, através do representante do Município de Loures na Assembleia Geral da Loures Parque, seja convocada uma Assembleia Geral da empresa municipal para exoneração do Conselho de Administração

Os Vereadores, Nuno Botelho do PSD, Nuno Dias e Sónia Paixão do PS, tiveram intervenções pela aprovação da moção considerando que uma empresa municipal não pode assumir posições políticas nem colocar-se acima dos Órgãos Municipais – Câmara Municipal e Assembleia Municipal e pelo lado do PCP/CDU, Bernardino Soares e Tiago Matias defenderam a posição da administração da ‘Loures Parque’.

“As empresas municipais, os administradores, são nomeados para fazer as políticas decididas aqui, não lá” – Nuno Dias (PS)

“As afirmações do sr. administrador da ‘Loures Parque’ que disse aqui, a 11 de Março, em que referiu que a ‘Loures Parque’ não faz política – pois não, não faz política, executa as políticas que os órgãos lhe dão orientações”. – Sónia Paixão (PS)

“Aos dirigentes compete comentários técnicos e compete propostas técnicas, não compete comentários políticos”. – Nuno Botelho (PSD)

“O que choca é a apropriação da comunicação que a CDU começa a fazer das empresas municipais mas, também, da câmara”. – Nuno Botelho (PSD)

Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial
RSS
Facebook
Twitter
YouTube