SEMANÁRIO

More
    InícioNOTICIASNacionalO NOVO GOVERNO E O AMBIENTE

    O NOVO GOVERNO E O AMBIENTE

    Nunca poderá haver prosperidade se a base ambiental for descurada.

    Publicado

    Temos um novo governo e os desafios são grandes e complexos. Temos de os encarar numa perspetiva de longo prazo e não satisfazer grupos de interesse, pondo em causa valores maiores e estruturantes. A conjuntura internacional, com diversos conflitos armados sem fim à vista e um reforço do discurso extremado e fraturante, apela à necessidade de agir no sentido de construir uma sociedade que não deixe ninguém para trás, que promova a coesão social em pleno respeito pelos limites do planeta, visto que nunca poderá haver prosperidade se a base ambiental for descurada.

    Para que tal se torne uma realidade, torna-se necessário concretizar políticas que permitam que Portugal caminhe para uma Economia do Bem-Estar, promotora da biodiversidade, eficiente no uso de recursos e neutra em emissões em 2040.

    Em sintonia com este objetivo, será fundamental começar a integrar os interesses das gerações futuras no processo de tomada de decisão política, pelo que a ZERO apela a que o Governo Português promova uma legislação que leve a que os interesses das gerações futuras passem a ser um elemento central na tomada de decisão. Esta proposta está em linha com uma iniciativa internacional – The Future Generations Iniciative – da qual a ZERO é parceira.

    De uma forma transversal, a ZERO considera fundamental que o Governo Português invista em aspetos fundamentais como sejam assegurar a plena aplicação da legislação e da regulamentação, de forma a garantir maximizar os benefícios para o país decorrentes dos diplomas que estão em vigor, e assegurar a equidade nas condições de operação entre quem cumpre e quem não cumpre. É igualmente importante credibilizar a intervenção das instituições públicas, que devem ser o garante da defesa do bem-comum, garantindo a idoneidade e independência de interesses corporativos dos responsáveis máximos de instituições públicas centrais na definição e implementação da política e da legislação ambiental em Portugal.

    Da nova Ministra do Ambiente e Energia e do governo no seu todo esperamos abertura, diálogo e ação para estes propósitos.

    – Francisco Ferreira da ZERO.ONG

    Últimos Artigos

    João Calado novo Presidente do Rotary Club de Loures 2024-25

    João Calado novo Presidente do Rotary Club de Loures 2024-25 Foi uma noite de grandes...

    PCP Odivelas chumba Congratulação do Dia D

    PCP Odivelas chumba Congratulação do Dia D que levou ao início do fim da...

    Almada Metro Ligeiro até à Costa e Trafaria 2024

    Almada Metro Ligeiro até à Costa Comunicado de Imprensa. O Metro vai chegar à Costa e...

    Loures PRR Habitação – 2024, O Garantido, O Perdido e o Prometido pelo Governo

    Loures PRR Habitação De acordo com a intervenção da vice-Presidente da CM Loures, Sónia Paixão,...

    Relacionados

    Seleção Portuguesa e o desafio da sustentabilidade durante o EURO 2024

    Seleção Portuguesa entre as poucas equipas a responder ao desafio da sustentabilidade durante o...

    Loures recebe distinção das Nações Unidas

    Numa cerimónia que decorreu em Incheon, na Coreia do Sul, Nuno Dias, Vereador com...

    Aeroporto de Lisboa na origem de problemas de saúde

    Aeroporto de Lisboa - ZERO divulga estudo que identifica elevado risco acrescido de doença...